28 de ago de 2013

Sobre o Blog...


Caro leitor!

Fiz este link numa aba, para falar um pouquinho a respeito deste espaço .

Antes de criá-lo, eu estava decidida a sair da blogosfera por motivo de força maior .
Bem, como fiz muitos amigos  e queridos, neste meio, sabia que não conseguiria sair de vez. Foi então que me surgiu a ideia de criar este espaço para reeditar os poemas .  Por isso este nome:"Asas dos Versos". Pois criaram asas e estão todos voando para cá!

Apesar dos pesares,   a divina inspiração,  vez ou outra me surpreende com suas visitas. Algumas inusitadas, até.  Porém,  todos que escrevem hão de concordar comigo  que a mesma, é dona de si.  Não adianta implorá-la, convocá-la, invocá-la ... Não há reza nem simpatia que a faça aproximar, se esta não quiser ou se não estivermos a postos.
É fato.  Ela as vezes nos joga no deserto a passar fome e sede.
Há também aquelas vezes que a gente consegue buscá-la na maior suavidade!
E então ela se rende, ou nós a ela...
São naqueles dias em que  nos sentimos pássaros ou borboletas .
Chorosos ou sorridentes, nas nuvens ou no abismo, não importa...
Buscamos os nossos versos ao sermos agraciados.
Viajei agora!rs

Mas voltando ao assunto principal, tenho dado uma lapidada na reedição de alguns poemas.   Até porque, a maioria se transforma em música ... (Minha paixão desde criança... Meu bom e cansado violão de guerra que o diga, coitado! rs)  Portanto, na hora de compor a melodia é sempre bom ajustar a letra para que a canção tenha uma boa sonoridade.

Porém os poemas que foram publicados por aí com a minha autorização, eu tento mantê-los originais.  A não ser os que eu não fui avisada.
Falo isso, porque encontrei publicados alguns  dos meus pensamentos  que mantive na sidebar do antigo blog por um bom tempo.  Mas encontrei todos com os devidos créditos.[Grata por isso!]  Logo, se alguém levou algum poema na forma correta,  estão autorizados a reeditá-los como estão agora , caso queiram.

Já fui plagiada sim, mas sempre bato na mesma tecla que devemos respeitar os direitos autorais seja de quem for.  Não custa levar os créditos junto ao texto, não é verdade? Acho bonito quem assim procede e aplaudo de pé...

Outra coisa que quero falar aqui, pessoal,  é que em breve estarei criando uma outra aba linkando todos os contos. Todos criarão asas e estarão publicados aqui, num mesmo post que já esta sendo preparado dentro do possível tempo.
Ainda não sei como farei se surgirem novos. Talvez vou acrescentando acima para facilitar a leitura.

Tudo o que faço aqui, é para tornar agradável a todos os leitores. Qualquer coisa podem deixar suas opiniões.

 É isso.
O mais, agradeço o carinho de todos que aqui me acompanham!

Um forte e carinhoso abraço!

Lu Nogfer.

8 comentários:

nelma ladeira disse...

Olá lindo o que escreveu gostei beijinhos.

Marcia disse...

Simples, direta sem ser sucinta. Gostei, amiga!
Eu adoro esse teu jeitinho de escrever com a graça que a vida lhe permite. Essa pitada de seriedade e humor que já virou tua marca.
Que bom que os poema criaram asas e estão voando todos pra cá(adorei isso!kkkkk). Vou amar ler os seus contos tambem num único post. Vai ficar lindo parecendo um livro. Vai demorar?Olha a cobrança. hihihi.
Você mudou de endereço mas continua a mesma Lu encantadora, talentosa, amorosa e sincera de sempre. E quem percebe a tua alma, sempre saberá disso.
Aplausos pra ti nesse cantinho que sei ter sido criado pelo carinho que tem pelos amigos feito neste tempo e pela blogosfera inteira.
Por fazer com tanto esmero apesar dos pesares da vida, é que fica assim tão saboroso de ler.
Nós teus leitores, é que somos gratos por estar por aqui alegrando a nossa vida.
Beijos, doce Lu.

Marcia disse...

Esqueci de deixar os meu votos, amiga...
Fiquei feliz em saber que sua querida paciente(sogra)esta se recuperando com os novo tratamentos. Doloroso e mais cansativo mais vale a pena ne amiga? Eu espero, Lu, que Deus lhe recompense com a melhora significativa dela, por vc ter aberto mão de tanta coisa que gosta pra se dedicar a cuidar de pessoas que vc ama. Muita saúde pra sua doce mãezinha também.
E não esqueça de se cuidar também amiga, pois há muitos que precisam de pessoas como você que esta sempre de braços abertos pronta a ajudar.Que Deus esteja sempre com vc Lu, lhe renovando as forças.
Beijos no seu lindo coração.

Lu Nogfer disse...

Nelma querida!

Fico feliz que tenha gostado! Muito obrigada, amiga.

Beijos!

============================

Marcia minha doce amiga!
Gosto dessa nossa blogosfera sim!Muito!
Uma união bonita se faz aqui, não é mesmo?

Desculpe nao ter te respondido antes sobre o link dos contos, amiga. Eu me esqueci mesmo, entao respondo agora pq nunca é tarde, né? Ou melhor, como diz vc: depends!rs
Vou terminar o post e farei a aba ainda hoje, ok?

Ah!E sim!A nossa paciente esta se recuperando. Os novos tratamentos sao lentos sim e dolorosos mas o que importa são os bons resultados.

Obrigada pela força e pelo carinho de sua doce amizade.
Beijos, florzinha.

Luiza disse...

ACHEIIIIIIIIIIIII!!!!

Que feliz que fiquei agora!!! Que saudades de visitar um blog da Lu, que saudades dessa doce Lu, da Lu que encanta com suas palavras, da pessoa linda que é,se os poemas vão voar, com certeza todos voarão para cá, não da para ficar longe né?
Estava meio perdida com essa sua mudança, mas não quero mais te perder.
Um beijo no coração e parabéns pelo blog, parabéns a vc...

Lu Nogfer disse...

Lu do ceu, que bom te ver por aqui, minha doce amiga de longas datas. Te vi la no blog da lu e respondi teu doce comentario, viu? E que bom que vc me encontrou. Seja muito bem-vinda viu, linda! É uma alegia te ver aqui!
Preciso voltar pro skipe pra gente bater um papinho, né? Ha tempos nao entro...

Volte sempre que senti saudades. Pois os versos estao voando todos pra cá
Muito obrigada amiga. Agente se fala!

Beijo enorme

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Lu.... anjinho!!
Estou descobrindo a delícia de te ler... a ternura que exalas aqui é muito grande!!! Acho que está na hora de publicar um livro!!!

Lu Nogfer disse...

Puxa P , é uma honra ter um grande poeta dizendo isso. Eu escrevo o que vem na alma com muita simplicidade mesmo e fico feliz em saber que toco a alma de pessoas tão sensíveis como você com os meus rabiscos.
Muito obrigada pelas palavras, meu doce amigo!

Beijo!